terça-feira, 1 de dezembro de 2009

"A garrafa que mandei ao mar...



...nunca me trará uma resposta, vou esquecer-te".


Ontem acabei de ler o célebre livro "As Palavras Que Nunca Te Direi" de Nicholas Sparks, este foi-me oferecido também pelos meus amigos do coração no meu aniversário. Após ter ouvido varias opiniões sobre este livro (tanto boas como más) li-o para tirar também a minha própria conclusão. Adorei! Não imaginava como seria o fim, fiquei muito surpreendida mas ao mesmo tempo triste, não contendo as lágrimas quando o lia.

Este livro fez-me recordar momentos da minha vida, bons mas igualmente com um final triste. Tudo era idêntico, a distância a que essa pessoa se encontrava de mim, os sentimentos cada vez mais fortes e sucessivamente mais rápidos e também um fim triste e avassalador, não pela morte física mas pela morte espiritual dessa pessoa. "Desapareces-te do nada da mesma maneira como apareces-te, juntámo-nos num só e quando te foste levas-te parte de mim, parte essa que agora se encontra em parte incerta, parte essa de que sinto falta e todas as noites choro na ânsia de a encontrar. Não te peço que voltes, apenas diz-me onde me posso reencontrar."


O que está escrito entre aspas não são excertos do livro

6 comentários:

Rosie disse...

nunca li esse, não me puxa muito...

Rafeiro Perfumado disse...

Só não gosto que andes a mandar garrafas para o mar, o lugar delas é no vidrão, pá...

Aninhas disse...

Já viste o filme? :)

Bjx

Suu disse...

Obrigada minha querida. Vamos erguer-nos com certeza, as forças ão de voltar! +.+

Nunca li esse livro, mas adorava.
E o que está entre aspas diz tanto mas tanto de mim. Quem escreveu ?

<3

Nês disse...

*Aninhas* - Já ouvi falar do filme, mas nunca o vi. Talvez o faça :D bjnhoo

*Suu* O que está escrito entre aspas foi escrito por mim( este estado de espírito trás-me muita inspiração) Era para o facto de pensarem que como falava no livro fossem excertos desse. bjnhoo

Olhos Dourados disse...

Não li, mas vi o filme e chorei.